4 Ingredientes Da Cura Pela Fé

Jonas Yakamura - Mente em Transição
Nosso corpo é energia, o mundo é energia e somos energia viva interagindo em um todo. Quando ficamos doente ou temos algum mal-estar, significa que alguma parte enérgica do nosso corpo pode estar com algum desequilibrio, como ja foi falado, sobre os chakras.

Mas, além dos chakras, também devemos nos focar na parte principal do corpo, a mente, e a cura de alguma doença ou mal-estar, só é possivel com seu pensamento. O pensamento positivo, sua fé diante do problema e da situação enfrentada.


Existe pelo menos quatro ingredientes poderosos e atuantes na ordem curadora determinada pelo Mestre Jesus através da afirmação: "Vai em Paz, a Tua Fé te Curou".

O Primeiro Ingrediente é a PAZ: Trata-se de um sentimento positivo que restabelece de imediato a harmonia e a saúde na mente. Os seus males são produzidos pela sua mente; ora, quando você entra em estado de paz, significa que agora só existe energia positiva, pensamento positivo, estado mental e espiritual que eliminou as mágoas, as tristezas, as desconfianças, os medos, os ressentimentos, as revoltas, as angústias. Pela paz a mente fica limpa e inundada de energia curadora.
A paz é o dom mais necessário na sua vida. Aprenda a manter-se em estado permanente de paz e você estará sempre com saúde.

Acabe com os sentimentos de culpa, jogue longe seus complexos de culpa.
Sempre que tenha praticado algo de errado, limpe em seguida a sua mente, perdoando-se a si mesmo, pedindo perdão mentalmente, ou verbalmente, a quem foi ofendido, e determine desde já que está em paz, livre de todo sentimento de culpa. Quando você muda de pensamento já está perdoado e em paz. Nunca esqueça que Deus sempre perdoa. Você não deve ser mais rigoroso do que Deus: perdoe-se liberalmente. Quando você esquece o malfeito, já está perdoado.
Neste caso, a cura já começou. Jesus mesmo demonstrou, certa vez, que quando você entra em estado de harmonia, já está curado, seja qual for a sua doença:
“Embarcou Jesus e passou para a outra banda. Chegou à cidade. E eís que lhe apresentaram um paralítico prostrado num leito. À vista da fé que os animava, disse Jesus ao paralítico:
Tem confiança, meu filho, os teus pecados te são perdoados.


Formaram, então, alguns dos escribas este juízo consigo mesmos:

 “Este homem blasfema”. Jesus, porém, que lhes conhecia os pensamentos, observou: Por que estais a pensar mal em vossos corações?

O que é mais fácil, dizer: os teus pecados te são perdoados? ou dizer: levanta-te e caminha? Ora, vereis que o Filho do homem tem poder de perdoar os pecados sobre a terra.

Disse então ao paralítico:

Levanta-te, carrega o teu leito e vai para casa.
Levantou-se ele e foi para casa.” (Mt. 9,1-7)

O Mestre mostrou, nesse fato, que no momento em que os pecados são perdoados, ou seja, no momento em que não há mais desarmonias na mente de uma pessoa, já não há mais a causa da doença e, consequentemente, já não há mais a doença.

Não fique, pois, remoendo seus erros, seus fracassos, seus problemas, suas atribulações, suas frustrações, porque as atribulações da mente geram as atribulações do corpo. A mente age e o corpo reage. A todo ato mental ou físico o corpo paga o preço correspondente. Mantenha sempre a sua mente leve, limpa, saudável.

Jesus Cristo ensinou que é a mesma coisa dizer “os teus pecados te são perdoados “e” toma o teu leito e anda”. Significa que a saúde da alma gera a saúde do corpo. Por esse relato do evangelho você pode perceber que a doença da alma pode gerar não só problemas mentais como também paralisia e outros males físicos que, aparentemente, não têm relação nenhuma com o estado mental. Daí a necessidade primária da paz interior.

O Segundo Ingrediente é a FÉ. No relato acima, a fé ocupou um lugar decisivo: “À vista da fé que os animava, disse Jesus ao paralítico:

“Tem confiança, filho, os teus pecados te são perdoados”.

Não fique, no entanto, apenas com a definição tradicional de pecado.
Pecado é todo pensamento negativo; pecado é não acreditar que você nasceu para ter saúde; pecado é pensar que a vontade de Deus é que você sofra e padeça de doenças; pecado é manter a mente fixa na imagem da doença; pecado é não acreditar que há um Poder Curador Divino em você. Não desejar a cura, isto é, a perfeição, é deixar-se ficar em estado de pecado, ou seja, de desarmonia.

Tenha sempre a mente ligada na perfeição física e mental da sua imagem verdadeira. Lembre-se que a culpa só existe na mente. Liberte-se dela e estará livre dos males. Arrepender-se significa trocar de pensamento. Mesmo em meio aos males que afligem o seu corpo, que sua alma glorifique o Senhor Deus que habita o seu íntimo, na certeza absoluta de que está já caminhando para a saúde.

Aceite o seu estado presente e mantenha a mente voltada para a perfeição.
A fé é a certeza de que as leis espirituais nunca falham. Se as leis espirituais falhassem, Deus também poderia falhar, o que é impossível. Pela fé você se liga na Força Curadora e abre a sua mente para que a energia divina jorre sobre você.

O Terceiro Ingrediente Importante é a Palavra TUA. Sim, VOCÊ deve ter fé. Você deve acreditar que a cura vai acontecer. Você deve acreditar que há um Poder Curador dentro de si. Você não deve pôr obstáculos à ação divina. Deixe a sua mente calma, passiva e confiante na realização do milagre. O milagre existe porque é possível. O milagre é fácil: trata-se simplesmente da restauração da harmonia de suas células. Ligue-se na fé dos outros, mas você também deve acreditar. Sua fé seja simples e absoluta, como a fé da criança.

O Quarto Ingrediente é a CURA. Eis aí o resultado infalível que acontece a quem limpa a mente, entra em estado de paz e acredita na lei do Pedi e Recebereis. Jesus curava a todos os que desejavam e acreditavam. A lei da fé não falha. A cura é certa. Ninguém mais do que Deus, que é a perfeição, deseja que a perfeição habite você.

“Filho, tu sempre estás comigo e tudo o que é meu é teu.” (Lc. 1 5,31 )
“Aproximai-vos de Deus e ele se aproximará de vós.” (Tiago 4,8).

Quando você se liga, portanto, na perfeição divina, a perfeição habitará a sua mente e o seu corpo.
O Salmo 37,29, diz o seguinte: “Os próprios justos possuirão a terra e residirão sobre ela para todo o sempre”. Aí está uma afirmação inacreditável.

Se você pudesse manter a sua mente e o seu coração em estado permanente de justiça interior, ou seja, de perfeição, você viveria para sempre, pois não haveria deterioração em seu corpo.

Por Jonas Souza


Gostou? Compartilhe!