Siga seus Sonhos

Jonas Yakamura - Mente em Transição
Existem momentos que parecem não haver mais solução ou que a vida não vai para frente, estes momentos chegam como “acreditamos” que todas as alternativas já foram feitas, são os momentos que nada dar certo para nós e o pior, para os “outros”.
Talvez seja uma faculdade que pretendia fazer, mas que diante deste caminho houve obstáculos.
Talvez já esteja na faculdade, mas os conteúdos não “entram” em sua mente, mesmo estudando e praticando, tentando e focando nas aulas, não se notam resultados.

Talvez seja um trabalho que pretendia fazer ou sua profissão atual, contudo, não se sente feliz, satisfeito e que se possa realizar de forma agradável sem pensar no fim do expediente.

São inúmeros motivos que nos levam a pensar, nos criticar ou até mesmo nos autodestruir com pensamentos e atitudes negativas que nos levam para a escuridão, medo e solidão.
São momentos de baixa autoestima, desânimo e depressão.

*Por que nada ocorre da forma que eu quero?
*Por que minha vida não é igual daquela pessoa que se mostra feliz e realizada?
*Por que no fundo sinto que isso não foi feito para mim?

As respostas destas questões acima são simples e fáceis, pois estão dentro de você.

Não existem pessoas que saibam o que é melhor para nós do que NÓS MESMOS!

Provavelmente optou por acreditar que determinado curso ou faculdade seria bom para você, devido a “boatos” de “outros” dizendo que era o melhor, mais vantajoso de um futuro próspero, entretanto, no fundo de seu ser, no seu subconsciente não era isso o que queria, no entanto, acreditou nestas pessoas, deixando de pensar no que realmente desejava imaginando ser a melhor opção ou decisão.
Talvez você tivesse um sonho de ser cantor, ator ou um profissional autônomo, porém diante da situação e/ou de sua família mudou estes planos acreditando que não seria possível ou que tal profissão não lhe iria prosperar.
Talvez achasse que sua família não iria aceitar ou iriam "rir de sua cara", não iriam aprovar seus sonhos e diante de tudo isto, você deu razão para o que achavam correto, dizendo para si mesmo: (realmente não dará certo, eu nunca seria isso ou nunca conseguiria isso...), e o resultado não foi diferente, o sentimento de fracasso e decepção começou lhe acompanhar.

"Antes de seguir em frente ou voltar atrás, converse consigo mesmo".

As únicas e verdadeiras respostas estão dentro de nós mesmos.

Não deixe de acreditar em seus sonhos por parecerem impossíveis. Se uma pessoa consegue, todos conseguem! Para as realizações de seus objetivos não são necessário dinheiro ou fama, e sim, sua dedicação, vontade de alcançar seus objetivos com forte determinação.

* (Vivermos em mundo moderno onde o dinheiro é essencial, entretanto, o primeiro da lista de seus sonhos deve ser sua vontade e fé de se conseguir algo, sem isso nenhum dinheiro poderá lhe dizer o que é bom para você. Do que adianta possuir dinheiro se não saberá como usá-lo?).

O único que deve acreditar em você, mesmo que ninguém mais acredite é VOCÊ MESMO!

Não deixe de seguir uma meta para seguir outra, não seja influenciado pelo as pessoas, mas sim, seja influenciado pelo seu único e verdadeiro objetivo: seus sonhos.
É comum temos uma profissão, no entanto, não nos sentimos realizado.
É comum temos filhos ou sermos casados e sentir que falta algo.
Isso pode ocorrer por diversos motivos, entre eles os mais comuns, como: Se casou ou trabalhou muito cedo e não aproveitou a juventude, fez algum curso que não pretendia seguir adiante.

Siga seus Sonhos

Podemos enganar os outros, mas não podemos enganar a nós mesmos e o resultado de tudo isso é a tristeza, desânimo e depressão do nosso subconsciente, dizendo: “você deveria ter seguindo aquela carreira”, “você deveria ter feito isso...”, “talvez se eu fizesse isso...”, “se eu não tivesse feito tal curso eu estaria fazendo...”.  São lembranças e muitas das vezes, esperanças que nos cercam e nos fazem refletir.

Por onde começar?

Elabore uma lista com seus sonhos, objetivo ou o que deseja seguir, faça uma classificação do que já é possível e do que se pode obter durante curto e médio prazo.

Encontre as qualidades e defeitos que possam está lhe ajudando ou prejudicando em sua vida, tanto profissionalmente, financeiramente e amorosamente, pode ser o ato de não se dedicar direito à família, ao trabalho, o ato de realizar uma tarefa que considera rotineira e cansativa, estes marquem para mudá-los e transformá-los em algo melhor.

Comece a trabalhar em seus pontos fracos. Por que você numerou estes como pontos fracos? O que pode ser melhorado? Não estou feliz por quê? Ao fazer isso estará se autoconhecendo e refletindo nos motivos que lhe afligem e buscando soluções para melhorar a si próprio.

Comece a colocar em prática em passo a passo, ou seja, se não está feliz com o emprego atual e já tem em mente o tipo de emprego que pretende obter, faça cursos, busque obter maior conhecimento sobre sua área, colocar algo a mais em seu currículo, busque vagas, faça entrevistas, isso sem deixar de se dedicar ao emprego atual. Caso esteja trabalhando, não peça demissão por mais que não goste do trabalho, não veja como algo atormentador, lembre-se que nele outras pessoas precisam de sua ajuda e parceria.

Se for da área financeira, entenda o que lhe causou esta “crise”, o que pode ser feito para minimizar a atual situação, pensando no assunto logo você obterá respostas.

Se for questões amorosa entre a família, filhos, numere o por que há brigas, será que não falta diálogo, carinho, afeto? Será que devido ao estresse deixou de se dedicar à família? Se for este o caso, saia e mude o foco dos problemas, o essencial agora é mudar a rota de sua vida, obstruindo o que não lhe agrada mais, entretanto, que está preso em seu caminho lhe prejudicando para alcançar suas metas.

Dependendo de sua situação pode ser algo simples e fácil como algo difícil e demorado, mas não impossível. Você deve trabalhar em cima de suas emoções, se auto perguntar o que lhe aflige o que lhe perturba ou que lhe estressa. Muitas vezes fazemos algo por achar que é o correto diante do que os outros dizem, entretanto, o que pode ser correto para mim pode não ser para você. Faça reflexão, no sentido de se auto conhecer, e para isso, basta meditar ou olhar no espelho e se perguntar: “O que é melhor para mim?”, “O que devo fazer?”.

A Resposta Está Dentro de Você!

NOTA: Lembre-se, antes de ouvir qualquer pessoa ouça você mesmo, dê ouvidos a sua intuição. Seu corpo, sua saúde e espirito sabem o que lhe agrada e o que será de bom e melhor para você.

Por Jonas Souza


Gostou? Compartilhe!